Campanha sistemática de mentiras: imprensa burguesa calunia João Pedro Stedile de novo

dsgsdg

Como de costume, a imprensa burguesa segue com sua campanha contra lideranças de movimentos populares, isso tem se demonstrado na campanha sistemática contra João Pedro Stedile, membro da direção nacional do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra).

Nesta semana, onde se organizava a grande mobilização que aconteceu no dia 15 de agosto, dia em que fora registrada a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva, acontecia a Marcha Nacional Lula Livre desde o dia 10 de agosto, cerca de 5 mil trabalhadores sem-terra estavam presentes na marcha rumo a capital federal, com um único objetivo: o registro da candidatura de Lula.

Em um momento onde acontecia a marcha, um dos sites representantes da imprensa burguesa, soltou nota em conjunto com uma foto na qual acusavam Stedile de estar em “sala VIP” enquanto os trabalhadores marchavam 50 km até que se chegasse a Brasília. A foto em questão utilizada para difamar a figura do dirigente sem-terra, seria a de um senhor sentado em uma sala que não foi identificada, o mesmo utilizava boné do MST, o que foi um fator chave utilizado pelo site propagador das ditas notícias falsas.

João Pedro Stedile, respondeu em nota sobre a acusação do site sensacionalista e denunciou a ação de propagação de notícias falsas acerca de sua pessoa e propriamente contra os movimentos populares que somente servem como meio de confusão e controle da população de conjunto. Mais uma vez, é preciso referendar a importância da imprensa independente e dos trabalhadores, contra o monopólio da imprensa golpista, que propaga as mais pérfidas notícias contra figuras representantes dos movimentos de luta.

Um exemplo prático está na figura do ex-presidente Lula, que logo após a gigantesca mobilização do último dia 15, já sofre com a campanha da imprensa golpista e daqueles que desde já tentam impugnar sua candidatura, entrando com pedidos de impugnação no TSE.