Campanha pela liberdade de Lula no Japão

Lula-com-o-povo

Da redação – Sindicalistas do Brasil, América Latina e japoneses manifestam-se favoráveis a campanha pela Liberdade de Lula em reunião iniciada no dia 13 desse mês, com data para término no dia 20 de julho. Segundo a Central Única dos Trabalhadores (CUT), em todas as atividades do intercâmbio internacional, organizado pela Japan International Labour Fundation (Jilaf), fundação ligada à Rengo, a Confederação Japonesa de Sindicatos, a palavra de ordem é Lula livre.

Lula representa um símbolo da emancipação da classe trabalhadora. Ele é um antídoto contra a elite tradicional brasileira, que é preguiçosa, mesquinha e aproveitadora”, diz Antôno Lisboa, secretário de Relações Internacionais da CUT.

Lisboa explica, ainda, que “Existe um sentimento coletivo de profunda injustiça. Lula hoje está preso porque querem evitar que ele volte a governar o país, já que ele representa um caminho diferente do que outros países do mundo têm tomado, de maior concentração de renda, desigualdade, exploração e avanço do neoliberalismo”, ressalta o dirigente, que nos últimos seis meses participou de atividades nos EUA, Inglaterra, Suíça, Bélgica e Portugal denunciando o golpe no Brasil. Os relatos foram publicados pela CUT.