Frente única contra o golpe
Reação ao ataque hacker sofrido pelo Diário Causa Operária demonstrou viabilidade de uma frente única para combater o fascismo por vias práticas
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Lula ou Nada em Brasília
Mobilizações contra o golpe tiveram na imprensa operária um pilar fundamental | Foto: Reprodução

O ano de 2020 marcou uma ofensiva da burguesia contra a democracia operária, em especial a liberdade de imprensa. No mês de julho, hackers a soldo da extrema-direita invadiram os servidores que hospedam este Diário Causa Operária, e de maneira criminosa, apagaram mais de 4 mil artigos armazenados em nosso banco de dados.

O empastelamento, uma tradicional forma de luta da burguesia contra seus opositores, levou a uma campanha de solidariedade que demonstrou a viabilidade de uma unidade de esquerda por objetivos práticos, no caso, reagir contra o ataque à imprensa opositora ao regime golpista de Bolsonaro.

Muitas manifestações de solidariedade ao Diário, ao Partido da Causa Operária e de repúdio a ação fascista, ao ataque às liberdades democráticas perpetrados pelas hordas bolsonaristas chegaram aos militantes que constroem a imprensa operária. Abaixo reproduzimos algumas:

“Unidos e mobilizados, o fascismo não passará!”

As mensagens de apoio vieram de diversas organizações e personalidades, como Vicentinho, ex-presidente da CUT e do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, de companheiros do PT, do PSTU (por meio do presidente do partido, José Maria de Almeida), do PCB, da deputada federal Sâmia Bomfim do PSOL.

Tivemos também a declaração de apoio do companheiro Raimundo Bonfim, coordenador da Central de Movimentos Populares, uma das primeiras organizações a convocar mobilizações de rua pelo “Fora Bolsonaro”, com muitos dos seus militantes perseguidos nos últimos anos.

Destacamos também declarações recebidas de companheiros professores, como o companheiros Roberto Guido, da APEOESP,  Ariovaldo Camargo, da Executiva da CUT Nacional e Douglas Izzo, e presidente da CUT-SP. E finalmente, as mensagens de diversos grupos de esquerda como a Frente Comunista dos Trabalhadores, a Liga Marxista Leninista e a Corrente Comunistas dos Trabalhadores – entre muitos outros.

Em mensagem destinada a manifestar seu apoio à luta contra o empastelamento que teve este Diário como alvo, a presidenta derrubada, Dilma Rousseff (PT) declarou:

“Aos companheiros Rui da Costa Pimenta, Antônio Carlos e a todos os companheiros e amigos do PCO  

Recebam a minha mais calorosa solidariedade neste momento em que enfrentam uma ofensiva criminosa de grupos fascistas que, por meio de hackers, invadiram o site do “Diário da Causa Operária” e destruíram milhares de artigos publicados e arquivados. Em uma conjuntura de ataques flagrantes à democracia, quando foi revelado que o governo de extrema direita está espionando e fichando militantes antifascistas, num ato típico das ditaduras militares, a invasão do site do PCO é mais uma ação grave de violência política e um atentado às liberdades democráticas. É uma ignóbil afronta ao estado democrático de direito. 

Os fascistas, identificados com o governo ou por ele apoiados, querem calar e destruir a imprensa operária e popular. Tentam impor o discurso único das fake news, muitas das quais, segundo investigação do STF, foram produzidas no interior do Palácio do Planalto pelo chamado “gabinete do ódio”. O PCO sempre esteve fortemente identificado com as causas populares. Tem estado do lado certo da história, como na luta contra o golpe de 2016; na defesa vigorosa, tenaz e irredutível da anulação do impeachment; na defesa da liberdade de Lula e no combate à ascensão da extrema direita. 

Conta e contará sempre com a minha solidariedade e meu apoio, ainda mais quando está sendo agredido em seu direito democrático de expressão e manifestação. Manifesto minha solidariedade ao companheiro e amigo Rui Costa Pimenta, presidente do PCO e a todos os militantes do partido. Reafirmo a minha confiança de que, unidos e mobilizados, resistiremos ao fascismo que não pode passar. E não passará!”

Lula também manifestou sua solidariedade ao DCO

Em vídeo divulgado na Causa Operária TV (e que pode ser conferido abaixo) o ex-presidente Lula gravou também uma mensagem de apoio ao PCO, em solidariedade ao DCO e contra o empastelamento digital promovido pelos bolsonaristas.

Na mensagem, Lula destaca o papel desempenhado pelo Partido durante a luta pela libertação do ex-presidente, o que reforça também a força da imprensa operária durante a luta contra o golpe.

“Quero dizer que eu acompanhava as manifestações do Antônio Carlos em tudo que é manifestação pública. Inclusive no dia que vocês comunicaram que vinham com 7 ônibus e que iam invadir a Polícia Federal, o susto que vocês causaram nos policiais que estavam lá em Curitiba.”

Em sua mensagem Lula destaca ainda “o respeito e a admiração, pelo trabalho e pela dedicação do PCO. Contem comigo” conclui o ex-presidente, que passou a maior parte do ano de 2019 preso para que a direita mantivesse o poder conquistado após o golpe de 2016.

Veja abaixo, a íntegra da mensagem gravada por Lula:

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas