Os caminhoneiros decidiram, nessa quinta-feira (31), pelo fim da greve no Porto de Santos, depois de concentração de 11 dias. A deliberação aconteceu logo após o comando da Operação Caiçara anunciar que a operação seria mantida por tempo indeterminado.

A Operação Caiçara delegava a mais de 1.500 militares, com apoio da Polícia Militar e da Polícia Rodoviária Federal, a ocupação dos dois principais acessos ao Porto de Santos, a fim de reprimir a greve dos caminhoneiros.

Relacionadas
Send this to a friend