Escala móvel de trabalho
Organizações dos trabalhadores têm que sair da letargia e partir para a mobilização dos trabalhadores. A fome já bate a porta de milhões e o governo legaliza a redução salarial.
foto mp 936 cortada (1) (1) (2)
Os direitos sendo rasgados | Sismuc.org.br

Foi finalizada nesta quinta-feira na Câmara dos deputados a votação da Medida Provisória (MP) 936, que permite “acordos” para suspensão de contrato ou redução de jornada e salário com a proposta de ser utilizado na crise do novo coronavírus, só por esse motivo, já se coloca que a duração das reduções de salários podem ser ad eternum para a burguesia, pois sequer há vacina para o Covid 19, com o projeto fica regulamentado o pagamento de um benefício emergencial miserável para os trabalhadores.
Os ataques não pararam por aí ma Câmara dos deputados. Durante a votação, quatro destaques foram aprovados. Entre eles estão colocados: medida que reduz o índice de correção de débitos trabalhistas devido pelas empresas, ou seja, os trabalhadores serão ainda mais roubados pelos patrões, pois a mudança determina que a correção dos débitos trabalhistas seja feita pelo IPCA-E (Índice de Preços ao Consumidor Amplo Especial) que é medido pelo IBGE, mais o índice que corrige a poupança, tal índice aprovado contèm percentuais menores que o cálculo atual dos débitos trabalhistas que são corrigidos pela TR (Taxa Referencial) que é divulgada pelo Banco Central, mais juros de mora de 1% ao mês – ou seja, TR + 12% ao ano. Tal medida foi proposta pelo deputado fascista Christino Áureo (PP-RJ)
Outro crime ratificado(já estava colocado na “reforma” trabalhista) contra os trabalhadores foi também pedido do Progressistas, com apoio do governo, acabou com a obrigação da participação de sindicatos na homologação das demissões dos trabalhadores. Com isso, os capitalistas vão aumentar ainda mais seus cofres pois as empresas não vão ter mais a pressão de sindicatos e seus departamentos jurídicos e com isso atingir seu grande objetivo, diminuir os custos da demissão, deixando o trabalhador com menos recurssos e segurança ao ser demitido.Também foi aprovado que o cálculo do benefício pago ao trabalhador continuará sendo feito sobre a parcela do seguro-desemprego a que o trabalhador teria direito se fosse demitido, cujo limite é R$ 1.813,03.
Essa enorme investida se constitui num verdadeiro assalto do “trem pagador” contra a população e tem como alvo fazer os trabalhadores arcarem com a conta da crise capitalista. Enquanto a esquerda não acorda de seu sono profundo em meio a quarentena as aves de rapina da burguesia vão atacando por todos os flancos os direitos e os salários da classe trabalhadora brasileira.
A complacência da esquerda continua, é necessário a abertura imediata dos sindicatos para frear e reverter todos os avanços fascistas contra os trabalhadores.
O movimento sindical deve reivindicar imediatamente a Escala Móvel de Horas de Trabalho e para isso, é necessário mobilizar os trabalhadores, realizando paralisações e greves, pois são as formas de forçar os patrões a atenderem às necessidades dos trabalhadores. A escala móvel de horas de trabalho é uma reivindicação histórica dos partidos comunistas e da esquerda revolucionária e propõe que haja a redução das jornadas de trabalho, sem que haja qualquer tipo de redução salarial ou benefícios para os trabalhadores. Com a redução das jornadas de trabalho, mais trabalhadores podem ser contratados, dando solução também para o desemprego outro flagelo dos trabalhadores. A Escala móvel de trabalho busca, em sentido amplo, dividir todo o trabalho existente entre a força de trabalho disponível, eliminando o exército de reserva, que é uma arma dos capitalistas que subjuga os trabalhadores a condições de trabalho cada vez mais degradantes.

Relacionadas
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments