Educação
A direita aprovou o projeto de lei do Fundeb, que destina dinheiro público para as redes privadas de ensino, inclusive confessionais.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
fundeb
Direita aprova Fundeb que retira dinheiro do ensino público | Reprodução.

Na quinta-feira (10), a Câmara dos Deputados aprovou um projeto de lei que regulamenta o novo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).

Pelo texto, até 10% dos recursos do Fundeb podem ser repassados para escolas filantrópicas, comunitárias, confessionais (ligadas a igrejas) e do Sistema S. Isto é, dinheiro público será destinado para o ensino privado. O projeto foi aprovado por 258 contra 180, com apoio do governo Jair Bolsonaro (ex-PSL, sem partido).

Faltam a apreciação do Senado Federal e a sanção presidencial. Os partidos de direita, base do governo Bolsonaro, defenderam a autorização para repasse de dinheiro público para o ensino privado mediante convênio com as prefeituras e Estados. A argumentação era a de que isto se justifica, caso haja inexistência de vagas no ensino público.

 

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas