Protestos nos EUA
A onda de protestos nos EUA, que teve início após o assassinato de George Floyd em Minnesota, vem sendo duramente reprimida em todo o país
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
protestos_eua
Protestos nos EUA | Foto: Reprodução

A repressão contra os protestos pela morte de George Floyd, homem negro que foi assassinado por quatro policiais em Minnesota, só tem aumentado. A Guarda Nacional, força de segurança que atua como um exército interno nos Estados Unidos, foi chamada em vários locais do país para conter a mobilização da população, demonstrando como não existe democracia nos EUA.

No estado da Califórnia, a Guarda Nacional que já vinha atuando com 4.500 soldados, incorporou mais 1.100 pessoas para reprimir a população ainda mais. O governador da Califórnia, Gavin Newsom, tem seguido Trump e atacado os manifestantes com acusações de que os grupos antifascistas que realizam as manifestações são terroristas e bandidos.

Os protestos só têm aumentado, mesmo com todas as ameaças de prefeitos, governadores, parlamentares e até do presidente. Trump, aliás, se escondeu em um bunker com medo das manifestações.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas