Boulos e Manuela
O compositor escolheu os dois principais candidatos da esquerda que defendem a frente com a direita golpista
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
velosolavajato
Caetano recebe seus amigos da direita e da esquerdae | Arquivo.

O cantor e compositor Caetano Veloso fará um showmício virtual para apoiar as candidaturas de Manuela D´Ávila, candidata à prefeitura de Porto Alegre pelo PCdoB, e Guilherme Boulos, candidato do PSOL à prefeitura de São Paulo. O evento deve acontecer no dia 7 de novembro.

Chama bastante a atenção as escolhas políticas de Caetano Veloso. Não há, pelo menos por enquanto, a notícia de que fará alguma “live” para algum candidato petista. Na capital paulista, inclusive, escolheu Boulos em detrimento do candidato do PT, Jilmar Tatto.

Engana-se quem acredita que a presença de Caetano aí é uma mera ocasionalidade. O compositor tem aparecido na política recente como um dos principais nomes da frente ampla, ou seja, ele tem sido um articular da frente entre a direita golpista e setores da esquerda pequeno-burguesa.

Caetano recebeu no apartamento de sua ex-esposa, Paula Lavigne, durante o período mais acirrado da perseguição política contra o PT, setores da esquerda, atores globais e representantes da direita mais fascista como o juiz carioca Marcelo Bretas, representante da Lava Jato no Rio. Caetano inclusive chegou a organizar um ato em favor de Bretas, unificando setores da direita como o Vem pra Rua e esquerdistas como a Mídia Ninja e o PSOL.

Esse é o motivo da escolha de Caetano Veloso por Boulos e Manuela. Os dois são os principais representantes, junto com Marcelo Freixo que não é candidato no Rio, da frente ampla na esquerda. No PSOL, Boulos é um árduo defensor da aliança com setores da direita como o PSDB, tendo participado do chamado movimento “Direitos Já”. Manuela também participou de tal movimento e seu partido é o mais ardoroso defensor das alianças com a direita golpista.

Caetano Veloso não é apenas um cantor. Logicamente que sua posição política tem um peso importante. E sua posição deve ser claramente definida: Caetano é um adepto da frente ampla. O compositor, desde os tempos da juventude nunca foi um nome ligado realmente à esquerda. Nas eleições presidenciais de 2014, com toda a pressão golpista, Caetano apoiou Marina Silva, que se revelou uma golpista em 2016.

Também por isso, acreditar que a promoção de Caetano Veloso ao blogueiro Jones Manoel do PCB é um acontecimento desligado dos acontecimentos políticos, sem nenhuma intenção, é ingenuidade ou mau-caratismo. Jones Manoel e o PCB, que também apoiam Boulos da frente ampla, são instrumentos dessa mesma política de aliança com a direita, cada um à sua maneira.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas