Exclusão social em SP
Mais uma vez, o PSDB mostra de forma clara que trabalha apenas para setores exclusivos da sociedade
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
EDxnWjSWkAA1mEu
Prefeito de São Paulo, Bruno Covas | Foto: Tweet Radio Bandeirantes

A cidade de São Paulo passa por uma regularização de parte da infraestrutura para o 5G, mas como sempre, a periferia está fora dos planos de modernização na telecomunicação.

A Prefeitura de SP editou um decreto que regulamenta a instalação de small cells (células pequenas) ou mini ERBs (Antenas), que nada mais é do que um pequeno conjunto de equipamentos de radiofrequência que podem ser alocados em postes, o que dispensa obras de construção civil.

As small cells são adequadas justamente para áreas com alta concentração de pessoas e o 5G tem tecnologia superior no quesito frequência, em comparação às atuais tecnologias, mas demanda mais antenas para o funcionamento em postes centrais.

Mas o projeto contempla apenas bairros centrais, excluindo a periferia e por desculpas totalmente esfarrapadas e que esbarram com outras pendências que a população periférica sofre.

O economista Marcos Ferrari – presidente do SindiTelebrasil – declara em uma entrevista para a Folha de SP que: “ A rua precisa ter 10 metros de largura. Em bairros carentes, não é possível atender assim. O que a lei prevê, é uma antena que não existe mais as antenas hoje são pequenas”.

Na mesma matéria da Folha, a advogada especialista em telecomunicações, Flávia Lefévere, informa que: “ O 5G vai precisar de ERBs, porque quanto maior a capacidade de transmissão, menor o alcance de abrangência da antena, mas não adianta ter só o 5G, demanda fibra ótica também, que está na áreas mais ricas da cidade.” A advogada informa também que o decreto remove a barreira para instalação de antenas, mas que peca em não garantir que as instalações sejam feitas em áreas com defasagem de infraestrutura.

A verdade é que essa notícia brinda o povo da cidade de São Paulo com o mais do mesmo de sempre: o descaso da gestão pública do tucana Sr. Bruno Covas, para com a periferia da cidade.
Primeiro fato, é que existem bairros do município de SP que sofrem com a falta de sinal, mesmo com atual tecnologia, o que dirá ter acesso ao 5G. Segundo fato, é que nos esbarramos com o problema de urbanização das periferias, uma vez que é necessário que a rua tenha pelo menos 10 metros largura, porém, as vielas das nossas favelas tem um “pouco” menos que isso. Há muito tempo que as periferias de SP sofre com o descaso do PSDB, e hoje, isso é muito bem revelado com esse projeto de implementação de 5G apenas para a classe alta e alguns setores da classe média da cidade, que por uma grande “coincidência da vida”, é justamente o sítio eleitoral do partido mais golpista da história deste país: PSDB.

Para o povo não há sinal, mas para a burguesia e a pequena-burguesia que apoia Covas e, até a pequena-burguesia que apoia o tucano em um segundo turno, como a esquerda pequena-burguesa, terá 5G. Isso revela uma descarada compra de votos, uma demagogia eleitoral com vista nos votos da classe média e isso é fruto dessa estatização de tudo, com a desculpa na “melhora” do serviço” e “enxugar os gastos públicos”. Mas essa tal melhora nunca foi vivenciada pelo povo, que paga uma “nota preta” com esses provedores para ter um péssimo serviço e o povo também nunca recebeu qualquer benefício sobre esse tal “enxugamento dos gastos públicos”, pois tudo o que a população tem contemplado, é o enxugamento do seu salário e do seu poder de compra.

É urgente que seja levantado um forte e amplo movimento popular para que o serviço de telecomunicação seja estatizado, para que todos tenham acesso a esse serviço de forma gratuita, não apenas um pequeno grupo seleto da nossa sociedade, parasitas, que bebem dos benefícios da sociedade às custas da classe trabalhadora.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas