Siga o DCO nas redes sociais

Briga pelo controle do futebol leva Platini a ser detido na França
platini
Briga pelo controle do futebol leva Platini a ser detido na França
platini

O ex jogador de futebol da França, Michel Platini, foi detido  em Paris, pela polícia  francesa nesta terça-feira  (18-06), sob a acusação  sem provas, de que Platini teria vendido para os representantes do Catar o direito  desse pais  sediar a  Copa do Mundo de 2022.

Platini foi presidente da UEFA (União  Europeia  de Futebol) de 2007 a 2015 e estava se preparando para disputar  a presidência da FIFA, quando o Imperialismo dos Estados Unidos resolveu intervir com sua polícia  para dominar a FIFA.

Nessa operação  golpista, os policiais  americanos prenderam os dirigentes do futebol  latino americano e suspenderam os dirigentes europeus.

Um deles era justamente o francês Platini, que foi suspenso do futebol por quatro anos, acusado de receber da FIFA  pagamento de um milhão e oitocentos mil euros por serviços  prestados em quatro anos.

Tanto o primeiro  processo contra Platini, que lhe rendeu a suspensão,  como o segundo, que o acusa de vender o direito de sediar  a Copa, tem o mesmo modus operandis da operação  golpista  no Brasil, conhecida por Lava Jato.

Na acusação  atual, a polícia francesa acusa Platini de receber dinheiro dos representantes do Catar para que eles fossem os anfitriões da Copa.

A “Lava Jato” francesa usa como “prova” de suas acusações contra Platini o fato fo ex- jogador ter participado  de um jantar  com  o presidente da França, Sarkozy e os representantes do Catar.

Para os arapongas franceses basta participar de uma ireunião para  acusar de ladrão  um inimigo dos que estão hoje controlando o futebol.

Platini está  a quatro  meses do término  de sua suspensão e com isso poderia  voltar ao futebol, concorrendo para ser presidente da FIFA , a nova acusação  visa impedir  que Platini volte e interrompa o controle da entidade e do futebol mundial pelos interventores da Polícia dos Estados Unidos.

 

9