Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
LONDON, ENGLAND - DECEMBER 05: British Prime Minister Theresa May turns to listen to a translator during a meeting with Spanish Prime Minister Mariano Rajoy at Downing Street on December 5, 2017 in London, England. Mrs May and Mr Rajoy are expected to discuss the political situation in Catalonia and the ongoing Brexit negotiations. (Photo by Matt Dunham - Pool /Getty Images)
|

Da redação – O acordo do Brexit entre Reino Unido e União Europeia pode ser fechado em 24 ou 48 horas, segundo David Lidington, ministro-chefe do gabinete e vice da primeira-ministra Theresa May.

“Ainda é possível, mas não definitivo, acho que resume tudo. Cautelosamente otimista”, afirmou à BBC.

O acordo do Brexit, de desfiliação do Reino Unido da União Europeia, abriu uma crise sem precedentes no país e também no próprio bloco.

Apesar de a maioria da população britânica ter votado em referendo pela saída da União Europeia em 2016, percebendo que a política neoliberal estava destruindo o que restou de bem-estar social, o Estado britânico tenta travar o processo.

Desde então, as negociações têm se mantido em impasses. Um dos últimos é a futura relação comercial entre o bloco e a ilha, buscando um meio para manter o livre-comércio. Parte do próprio governo de May, extremamente débil, discorda de uma série de pontos no acordo.

Faltam menos de cinco meses para o fim do processo de separação e a crise tende a se aumentar, inclusive com a possibilidade de dissolução do governo e a emergência do Partido Trabalhista, do líder esquerdista Jeremy Corbyn, assumindo o cargo de primeiro-ministro, o que aprofundaria ainda mais a crise política e social do país.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas