“Voto de censura”
Juiz ficará um ano sem poder ser promovido
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
bretas
Marcelo Bretas | Foto: Reprodução

Por meio de uma sessão virtual realizada nesta quinta-feira (17), a Corregedoria do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) decidiu punir o juiz federal Marcelo Bretas com um “voto de censura”. Bretas, que participou de um evento junto ao presidente ilegítimo Jair Bolsonaro e o prefeito Marcelo Crivella, ficará um ano sem poder ser promovido.

Marcelo Bretas é uma das principais figuras públicas envolvidas na perseguição ao ex-presidente Lula. Recentemente, autorizou uma operação contra os advogados do ex-presidente.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas