Contra o Imperialismo
Ato em frente ao prédio da Embaixada Venezuelana reafirma compromisso da esquerda com a autodeterminação dos povos e a luta intransigente contra o imperalismo
Comitê Abreu e Lima
Comitê Abreu e Lima em ato contra a ingerência estrangeira na Venezuela | Crédito: Comitê Abreu e Lima

O Comitê Anti-Imperialista General Abreu e Lima, um grupo suprapartidário composto por militantes do Partido da Causa Operária, além de outras organizações e indíviduos, fizeram um ato na tarde desta segunda-feira, 15 de junho, em frente ao prédio da Embaixada da Venezuela, pela defesa do regime bolivariano contra as agressões do imperialismo em crise.

O grupo produziu também uma nota, cuja reprodução segue abaixo:

“Camaradas Venezuelanos,
Camaradas brasileiros,
Manifestamos total solidariedade ao corpo diplomático e consular da República Bolivariana da Venezuela, que sofre ataques covardes e mentirosos dos lacaios do imperialismo, que aliados a grande imprensa propagam mentiras, negam os tratados internacionais, rasgam a constituição bolivariana e seguem fustigando os legítimos representantes do governo do presidente Nicolás Maduro no Brasil.
Manifestamos o repúdio aos traidores da pátria de Bolívar, responsáveis pelas guarimbas, que deixaram dezenas de mortos, organizaram o sequestro do presidente Chávez, em 2002, sabotaram a rede elétrica do país e incentivam o criminoso e cruel bloqueio econômico imposto pelos EUA e União Europeia ao povo e governo venezuelano, que provoca grandes prejuízos a esta nação irmã.
Manifestamos nossa admiração e respeito ao exemplo, coragem e determinação revolucionária demonstradas pelo povo venezuelano, que mostra aos trabalhadores de todo o mundo a importância da consciência, organização e união cívico-militar na defesa dos verdadeiros interesses nacionais e de seu povo, não se curvando diante de ataques, agressões e ameaças praticadas pelos EUA e seus lacaios venezuelanos e de outros países.
Manifestamos o repúdio a propaganda mentirosa, uma guerra midiática, realizada por agentes do imperialismo, que mentem pelos veículos de comunicação ao apoiarem pseudos representantes da Venezuela, que não tem a moral, representatividade legal, legitimidade ou diplomática para representar o glorioso povo e o governo bolivariano.
Manifestamos a total solidariedade ao povo e governo da República Bolivariana da Venezuela, com seus representantes legais e legítimos em território brasileiro nas sedes diplomáticas, os quais têm mostrado o compromisso, a lealdade e o respeito ao autêntico governo da Venezuela.
Reafirmamos nosso compromisso em marchar juntos com o povo venezuelano, seu governo e seu corpo consular e diplomático no Brasil na defesa da soberania e autodeterminação dos povos, combatendo a ingerência, os criminosos bloqueios econômicos a diversos povos no mundo, confiando na união e solidariedade demonstrada entre os povos e governos iraniano, Cubano, Russo e Chinês para com o povo venezuelano.
Contem conosco, somos povos irmãos e combatemos o mesmo inimigo imperialista e cruel.
Viva a unidade dos povos latinos.
Venceremos!
Brasília, 15 de junho de 2020
Solidariedade à Revolução Bolivariana no Brasil.”

Relacionadas