Coronavírus
Política genocida dos golpistas faz pandemia atingir novos recordes diários de contaminação.
São Paulo SP 28 02 2020 -O  Brasil tem 132  suspeitos e  paciente em São Paulo  confirmado, afirma o Ministério da Saúde. O virus ja se alastra em todos os continentes.foto OMS
Imagem digital colorida do COVID-19. | Foto: OMS
Em oposição à política dos governadores e prefeitos antes chamados de “científicos”, a pandemia no Brasil vem crescendo a passos largos. Na última sexta-feira (19), o Brasil registrou um terço do total de novos casos diários no mundo.

Comparando aos números da quinta-feira (18), houve aumento de 140% no número de casos registrados. Isto quer dizer que o isolamento de mentira implementado pelos governadores e prefeitos direitistas foi um total fracasso.

É bastante sabido que o isolamento nunca existiu para a classe trabalhadora, restringindo-se apenas à burguesia e setores da pequena burguesia.

A camada mais pobre da população foi jogada ao desemprego, fome e doença, enquanto banqueiros e outros setores da burguesia receberam somas vultuosas de capital público, que ultrapassam a casa de R$1,2 bilhão.

A política de “faz de conta” dos governadores e prefeitos está lastreada na comparação com Bolsonaro. Os “novos heróis” continuam como sempre foram, bolsonaristas até a raiz do cabelo, e sua divergência com Bolsonaro em relação ao isolamento nada tem de real, mas era puramente aparência.

Enquanto Bolsonaro ataca, a todo momento, a população trabalhadora, os governadores e prefeitos utilizam isto como desculpa para fazer pouco ou nada. Limitam-se a apenas a restringir o transporte intermunicipal e forçar as pessoas a ficarem em casa, mesmo que sem nenhuma assistência.

Os “heróis” pouco fizeram para dar condições à população de sobreviver. Pelo contrário, impuseram o isolamento de maneira incompleta, já planejando utilizar as políticas também fascistas de Bolsonaro como bode expiatório. Portanto, não se trata de um jogo de mocinhos e bandidos ou “a favor da ciência” e “contra a ciência”, mas um macabro jogo de interesses, sobretudo eleitorais.

Este Diário e o restante da imprensa do Partido da Causa Operária avisaram, infinitas vezes, que logo que a burguesia precisasse, os governadores e prefeitos fariam a reabertura do comércio e das escolas. Isto é exemplificado com perfeição pelo governo do estado do Amazonas e pela prefeitura de Manaus, que implementam a reabertura a passos largos e utilizam decretos “para inglês ver” como forma de enganar a população, especialmente a classe média.

A situação atual da pandemia do Brasil é fruto direto da política de Bolsonaro e, por extensão, dos governadores e prefeitos direitistas que o colocaram no poder e, agora, tentam se descolar do mesmo. Portanto, o primeiro passo é derrubar Bolsonaro, acentuando, ainda mais a crise do regime golpista e abrindo espaço para a mudança através de eleições gerais. Para isso, o povo deve ir às ruas hoje (21) pelo “Fora Bolsonaro e todos golpistas! Eleições gerais já!”.
Relacionadas