Carestia
Custos de produção disparam nos últimos 12 meses e a tendência à crise inflacionária se aproxima
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Alta nos custos de produção (1)
Custos de insumos para produção disparam no governo Bolsonaro. | Foto por: reprodução.

O Brasil acumulou uma alta de 31,05% nos preços de insumos e matérias primas no atacado nos últimos 12 meses, a segunda maior alta do mundo, somente atrás da Argentina que acumula 39,2% de aumento.

Os dados foram compilados por economistas da Armor Capital, que compararam os índices de preços ao produtor (PPI) de 82 países e comparam também com os índices de preços ao consumidor, como o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), utilizado oficialmente pelo IBGE, registra 3,9% de inflação e o IGP-DI que registra 30% de alta nos últimos 12 meses.

Segundos os economistas, a diferença entre os preços de insumos para a produção e os preços ao consumidor não será possível ser mantida por muito mais tempo, o que anuncia uma forte tendência inflacionária ao consumidor final.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas