País é o 4º em mortes no mundo
Subnotificação deliberada sequer consegue esconder o completo descontrole da pandemia no país
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
coronavirus
Contra a inércia dos governos, população se protege como pode | Foto: Arquivo/PCO

O Brasil teve, oficialmente, 33.274 novas infecções de coronavírus registradas no intervalo de 24 horas, atingindo um total de 498.440 casos de contágios confirmados ontem, 30 de maio, segundo o balanço do Ministério da Saúde. Com os dados deste sábado, o Brasil torna-se o segundo no mundo com maior número de casos confirmados e o primeiro em novos contágios.

Até o início da noite de ontem, governo divulgou ainda que 956 novas vítimas fatais foram contabilizadas em decorrência da pandemia, elevando para 28.834 o número de mortes oficiais do Covid-19. Com isso, o Brasil ultrapassou a França em números absolutos de óbitos, se tornando o 4º país no ranking mundial onde a pandemia mais matou pessoas.

O Diário Causa Operária procura sempre lembrar que estes dados revelam apenas os números oficiais, havendo um consenso sobre o fenômeno da subnotificação, que produz uma expressiva defasagem entre as estatísticas governamentais e a situação real da pandemia no Brasil.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas