Pandemia
Caso aconteceu em Natal, no Rio Grande do Norte
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
pandemia
Pessoa usando máscara | Foto: Reprodução
pandemia
Pessoa usando máscara | Foto: Reprodução

O Ministério da Saúde confirmou hoje o primeiro caso de reinfecção por Covid-19 no Brasil, em uma médica de 37 anos que mora em Natal, capital do Rio Grande do Norte.

Segundo o portal de notícias G1, o caso foi identificado pelos governos do Rio Grande do Norte e da Paraíba que utilizaram o método da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) por sequenciamento genético, que confirmou que a mulher estava infectada por duas cepas diferentes do vírus.

O evento vem sendo investigado desde 23 de outubro pelo Centro de Informações de Vigilância Sanitária Estratégica, que recebeu notificação da suspeita.

Sua primeira infecção ocorreu em junho. Após apresentar quadro de síndrome influenza (cefaleia, dor abdominal e coriza) no dia 17, a paciente foi submetido ao exame RT-PCR (teste que detecta o vírus na fase aguda da doença) na Paraíba no dia 23 desse mês.

O resultado do teste foi positivo e ela se recuperou após o período de isolamento recomendado.

No entanto, o médico voltou a apresentar quadro de síndrome da gripe no dia 11 de outubro. Os sinais incluíram astenia (sensação de fraqueza), mialgia (dores musculares), dor de cabeça frontal (dor de cabeça) e distúrbios do paladar e do olfato (falta de odor e / ou paladar).

Em seguida, ela realizou um novo teste de RT-PCR no dia 13 de outubro, também na Paraíba, e houve novo resultado positivo para a presença do coronavírus SARS-CoV-2, causador do Covid-19.

Rio Grande do Norte e Paraíba, então, juntos, iniciaram a investigação do caso. Amostras da paciente foram enviadas ao Rio de Janeiro para análise no laboratório da Fiocruz, principal centro de pesquisas em saúde do Brasil e o maior da América Latina.

Este estabelecimento constatou a presença de diferentes cepas do vírus nas amostras coletadas e confirmou que se tratava de reinfecção.

De acordo com a Secretaria de Saúde Pública do Rio Grande do Norte, há outros cinco casos sob investigação. Outros três foram investigados, mas não eram viáveis ​​para análise.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas