9 casos para cada 1 anunciado
O Ministério da Saúde anunciou 15 mil pessoas infectadas, mas número já é muito maior.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
People wait in line to enter a bank during the outbreak of the coronavirus disease (COVID-19), in the Copacabana neighbourhood in Rio de Janeiro, Brazil April 9, 2020. REUTERS/Pilar Olivares
Crise na saúde expõe destruição do sistema público brasileiro. |

Da redação – Novas estimativas sobre a proliferação do coronavírus no Brasil, indicam que o país pode atingir a marca de 100 mil casos nas próximas duas semanas.

Os primeiros cem ocorreram entre 26 de fevereiro e 14 de março, contudo, sete dias depois já havia mil contaminados. E nos 14 dias seguintes o país viu este número crescer novamente dez vezes, atingindo 10 mil pessoas.

O Ministério da Saúde informou nesta quinta-feira que o crescimento médio diário é de 20% sobre o anterior. Porém, este número é restrito meramente a capacidade de se fazer testes no Brasil, algo que é quase nulo.

Se levarmos em consideração muitas pesquisas, para cada 1 caso de coronavírus divulgado há entre 9 à 15 outros subnotificados. O que faria com que o país já tivesse ultrapassado a marca de 100 mil pessoas, mesmo que de forma não oficial.

Com isto, as indicativas concluem que em São Paulo o número de mortos poderá chegar perto de meio milhão, caso nada seja feito.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas