Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
capriles_disturbios_venezuela
|

A pressão imperialista sobre a Venezuela não se contenta com o processo de demonização midiática do país e aproveita os governos golpistas e entreguistas do Brasil, Chile, México e Peru (e do imperialista Canadá) para propor a suspensão venezuelana da OEA.

A principal desculpa dada por esses países é o não reconhecimento da reeleição de Nicolás Maduro (apesar dos 68% de apoio popular obtido pelo presidente). O cinismo é ainda maior, dado o apoio a esse discurso demagógico pelo governo golpista que usurpou o poder no Brasil. Michel Temer sequer foi eleito pelo povo e é recorde histórico em impopularidade.

Para ampliar a pressão contra o governo venezuelano, o secretário de estado Mike Pompeo propôs a intensificação das sanções econômicas ao país anti-imperialista. Isso até que o país realize novas eleições, ditas “verdadeiras”. E o caráter do “verdadeiro” é nada menos que a eleição de outro capacho do imperialismo norte-americano.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas