Brasil do golpe: renda média dos trabalhadores diminuiu R$ 14 em 2017

fomebrasil

No Brasil fictício de Michel Temer o país vai de vento em popa, mas no país real vamos de marcha ré.

Pelo menos é isso o que demonstra o resultado da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) divulgada pelo IBGE referente ao ano de 2017.

A renda média dos brasileiros caiu 14 reais em relação a 2016 tendo como pano de fundo um cenário de baixo emprego, miséria e fome, quadro esse que já vinha se agravando desde o final das eleições de 2014.

A campanha para destruição da economia nacional capitaneada pela direita brasileira com o apoio dos imperialistas norte americanos e europeus jogou o Brasil em uma crise sem precedentes, afetando todas as políticas públicas, bem como a capacidade do país de gerar empregos.

O valor de R$14,00 à primeira vista parece nada, mas é uma diferença grande para quem vive de salário mínimo ou menos, já que o emprego informal cresceu assustadoramente, e o rendimento mínimo mensal sequer alcança o valor estabelecido pela lei.

A situação real é bem pior do que possa parecer se olharmos apenas o valor e esquecermos as pessoas que estão por detrás desses números.

É preciso denunciar a farsa desse governo golpista e organiza os comitês de luta contra o golpe para reverter todas estas medidas que foram aprovadas contra o povo.