Bradesco demite trabalhadora portadora de doença ocupacional

Brazil?s Economy On Hold As Political Crisis Deepens

Os banqueiros golpistas do Bradesco, na sanha de pode tudo contra o trabalhador, fruto do golpe de Estado em que foram um dos maiores financiadores, demitiu uma funcionária portadora de doença ocupacional adquirida após 32 anos de empresa. A demissão se deu justamente no momento em que a bancária havia acabado de requerer a sua aposentadoria junto ao INSS.

Sistematicamente a bancária já vinha se licenciando do banco por problemas de Ler/Dort sendo que a doença foi devidamente diagnosticada e reconhecida pela perícia realizada pelos médicos do INSS como doença ocupacional. Depois de passar pela reabilitação do INSS foi realocada em outra dependência que não exigisse trabalho com características de esforço repetitivo por motivo das sequelas da doença. Depois de passar todo o calvário que é o processo junto ao órgão previdenciário com as perícias médicas, processo de reabilitação, toda a burocracia e o (mal) tratamento que é dispensado aos trabalhadores que sofrem acidente de trabalho junto ao INSS, a trabalhadora bancária, que havia acabado de requerer o benefício da aposentadoria junto ao INSS, foi demitida pela direção golpista do Bradesco.

Além de colocar dezenas de milhares de pais de famílias no olho da rua arbitrariamente, os banqueiros golpistas passam por cima da legislação trabalhista. Com o golpe a direita golpista se sentiu à vontade para rasgar a constituição, como foi o caso da condenação do ex-presidente Lula sem qualquer tipo de prova e preso em segunda instância. Se fazem isso com a maior liderança popular do país, que mesmo preso através de um processo fraldado, detém 60% das intenções de votos, que já foi presidente da República duas vezes, etc. e está preso, que dirá para um simples trabalhador.

Para os trabalhadores bancários e demais trabalhadores só resta uma saída para derrotar a ofensiva dos golpistas e nesse caso, especificamente dos banqueiros golpistas, que é uma gigantesca mobilização de toda a categoria conjuntamente com os demais trabalhadores para derrotar o golpe e todas as suas medidas.