Destruindo direitos
A aliança da esquerda pequeno-burguesa com a direita golpista mostra-se cada vez mais criminosa
ciranda3
Arquivo DCO. | Arquivo.

Todos já sabem do chamado “Movimento Direitos Já!”, que é uma das formas que se manifesta a frente ampla, que reúne, sob a liderança da direita golpista tradicional (PSDB em primeiro lugar), elementos de vários partidos burgueses e de parte da esquerda pequeno-burguesa. Esta esquerda aparece como grande defensora da frente ampla, uma manobra cuja utilidade é dar um verniz de esquerda para a operação.

Entre os esquerdistas que estão na manobra destacam o PCdoB, alguns petistas e psolistas como Freixo e Boulos. Boulos se coloca nesse momento como o principal fator de manobra, já que sua figura é relacionada, inclusive com a ajuda da imprensa golpista, com o movimento popular. Vem daí o uso de Guilherme Boulos e sua Frente Povo Sem Medo na manobra de semanas atrás que serviu para retirar da avenida Paulista setores combativos que tinham se organizado para colocar os bolsonaristas para correr. A figura de Guilherme Boulos aparece ainda relacionada com uma esquerda pequeno-burguesa de tipo universitária, que muitos chamam de “cirandeira”.

Nesse sentido, seria correto afirmar que Guilherme Boulos é nesse momento o principal fator de confusão dentro da esquerda, já que ao mesmo tempo em que é apresentado como grande esquerdista é um dos principais representantes da frente ampla com a direita.

Do ponto de vista da política, Guilherme Boulos e a esquerda que defende a frente ampla têm em comum uma adaptação completa à direita a ponto de defender a farsa do isolamento social dos governadores da direita, inclusive se colocando contra qualquer mobilização real dos trabalhadores nas ruas.

Os aliados de Boulos na frente ampla aprovam as maiores atrocidades no Congresso Nacional, em suma, defendem toda a política de ataques do governo Bolsonaro. O caso mais recente foi a chamada nova lei do saneamento básico, que na prática é a privatização da água. Quem levou adiante essa política absurda e criminosa contra o povo brasileiro foram os membros da frente ampla. Liderados pelo aliado de Ciro Gomes no Ceará, Tasso Jereissati (PSDB) que foi um dos convidados da plenária do “Movimento Direitos Já!”, vários elementos da frente ampla votaram a favor desse crime.

Enquanto Boulos, de mãozinhas dadas, faz ciranda com os golpistas da frente ampla, o povo é assaltado por esses mesmos golpistas. Fica cada vez mais claro que essa política serve para encobrir esses crimes.

Relacionadas