Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Depois de ser prejudicado pela arbitragem na derrota para o rival Flamengo no clássico realizado no sábado passado, o Botafogo voltou a entrar em campo em partida válida pelo returno (Taça Rio) do campeonato carioca.

O alvinegro enfrentou o Bangu e saiu vitorioso, mesmo sem ainda ter apresentado o bom futebol que marcou a campanha do “Fogão” nos dois últimos anos, sob a direção do ex-técnico Jair Ventura.

A partida foi bem movimentada, com as duas equipes mostrando esquemas ofensivos e buscando jogadas de ataque em direção ao gol. Foram criadas boas oportunidades para os dois lados, embora sem efetividade no momento das conclusões. O Botafogo chegou a marcar logo no início da partida, numa cabeçada do atacante Kieza, mas o juiz anulou o gol, alegando posição irregular, o que não aconteceu. Mais uma falha da arbitragem num campeonato marcado por erros clamorosos dos juízes.

No segundo tempo o panorama permaneceu inalterado quanto ao esquema adotado pelas duas equipes, mas o Botafogo passou a assumir o comando da partida e a partir desse domínio foi mais eficiente nas jogadas ofensivas. E foi a partir desse domínio que numa jogada de ataque, pelo lado esquerdo, logo no início da etapa final, que o atacante Rodrigo Pimpão recebeu a bola, cortou para dentro e soltou um balaço, forte e preciso que foi morrer no ângulo superior direito do goleiro adversário, sem chance de defesa. O Bangu ainda buscou a reação, mas continuou errando nas conclusões. O Botafogo soube controlar a partida até o final e garantir a importante vitória, que lhe garantiu a ida aos nove pontos.

Real Madrid vai a Paris e elimina o PSG

O Real Madrid confirmou na terça-feira, na partida de volta válida pelas oitivas de final da Liga dos Campeões da Europa, a classificação para a próxima fase, ao derrotar o Paris Saint-Germain, na capital francesa, pelo placar de 2 x 1. No placar agregado os espanhóis somaram 5 x 2, já que na primeira partida, na capital espanhola, o Real havia feito 3 x 1 nos franceses.

O também milionário time francês entrou em campo precisando de uma vitória por 2 gols de diferença para seguir na competição, mas não mostrou futebol suficiente para alcançar o marcador e a classificação.

Com Neymar contundido e afastado dos gramados, o time entrou com o argentino Dí Maria, que vinha entrando durante as partidas, sempre com boa atuação. Mas o conjunto parisiense não respondeu à altura e não soube se livrar da forte marcação imposta pelos comandados do técnico Zidane.

Não que tenha havido uma superioridade técnica patente dos madrilenhos , mas os espanhóis foram mais eficientes nas jogadas ofensivas e sobretudo nas finalizações. Foi essa a diferença que fez com que o Real garantisse a vitória.

Cristiano Ronaldo abriu o placar com uma certeira cabeçada, depois de receber um cruzamento vindo do lado esquerdo do ataque. O PSG ainda esboçou uma reação ao empatar com um gol do uruguaio Cavani, mas os espanhóis não se abateram e foram atrás do segundo gol, que foi assinalado pelo meio campista brasileiro Casemiro, concluindo uma sobra de bola dentro da área adversária. Estava selada a sorte da partida. Real Madrid classificado em busca de mais um título.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas