Bonecos de Olinda de Bolsonaro e Michelle são escondidos com medo da reação do povo

boneco

Da redação – A tradicional programação do Carnaval de Olinda nesta segunda-feira (4), conta com trios elétricos independentes, diversos blocos, trazendo artistas diversos. Porém, nada tradicional foi o medo de colocar o gigantesco boneco do presidente na rua, neste ano, do golpista Jair Bolsonaro.

O presidente ilegítimo iria estrear no Carnaval de Olinda (PE), mas, sua versão gigante, integrando um bloco de 100 bonecos que tomam as ladeiras do sítio histórico, gerou insegurança frente a imensa propagação de manifestações contra o fascista por todo o país.

A escultura está posicionada desde cedo no Alto da Sé, de onde sai o cortejo, junto a da primeira-dama, Michele Bolsonaro, as únicas que estão com os rostos cobertos.