Boneco de Ustra é queimado em ato contra o golpe em São Paulo

ustra

No ato realizado em São Paulo no último domingo na Avenida Paulista contra a celebração do golpe militar de 1964 centenas de pessoas se mobilizaram para protestar contra o governo Bolsonaro e a ditadura brasileira iniciada que durou 21 anos. Os manifestantes levaram ao ato um boneco do Coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra.

Ustra foi um dos generais que comandou os porões da tortura do DOI- CODI, Há inúmeros depoimentos de ex-presos políticos que foram torturados e que conheceram outros tantos que foram mortos pela ditadura. No boneco de Ustra está escrito, “Sou Ustra, torturador e idolo do Bozo”. O presidente fascista, Jair Bolsonaro elogiou publicamente em inúmeras oportunidades o torturador Ustra. Uma das ocasiões foi durante a votação pelo Impeachment da ex-presidenta Dilma em 2016. Bolsonaro dedicou seu voto favorável ao impeachment, à memória do Coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra.

Os manifestantes atearam fogo ao boneco e gritavam palavras de ordem como: “Ditadura nunca mais”, “Tortura Nunca Mais”, “Assassino!”, “Fascistas! Não Passaram”, “Fora Bolsonaro”.