Bope, assassino de negros e pobres, vai participar de governo Bolsonaro

BRAZIL-ELECTION-CAMPAIGN-BOLSONARO

Da redação – O candidato de extrema-direita Jair Bolsonaro, presidenciável do Partido Social Liberal (PSL) visitou o Bope (Batalhão de Operações Especiais) nesta segunda-feira (15), em Laranjeiras, zona sul do Rio de Janeiro.

Durante o encontro que durou aproximadamente duas horas, Bolsonaro discursou brevemente e tirou selfies com homens do Bope. “Podem ter certeza, em chegando à Presidência, teremos um dos nossos lá em Brasília.”, afirmou.

“Fizemos a segunda maior bancada em Brasília, sem televisão. Isso vem de gente como vocês. Então a gente tem que acreditar e tentar mudar, buscar fazer a coisa certa. Eu acho que isso é possível, afinal de contas não temos outro caminho.”

Não é a toa que esse é o candidato favorito da extrema-direita brasileira. O batalhão de operações especiais (Bope) é famoso por ser uma instituição fascista que assassina negros e pobres nas favelas do Rio de Janeiro. Com Bolsonaro, não só terá carta branca para cometer atrocidades contra a população, mas participará diretamente do governo.

É preciso que os trabalhadores organizem comitês de auto-defesa para se protegerem e reagirem aos ataques da extrema-direita e de grupos fascistas, pois só o movimento popular organizado pode derrotar a direita e a extrema-direita.