Solução vira problema
No governo Bolsonaro não há nenhuma política de Estado efetiva para nenhum dos estágios da pandemia, e os problemas continuarão até mesmo com a vacina disponível a população
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Bolsonaro - auxílio
Bolsonaro e sua irresponsabilidade continuarão matando trabalhadores até mesmo com a vacina | Foto: Arquivo DCO

A pandemia da Covid-19 evidenciou aquilo que a maioria já sabia, os países capitalistas se organizam e tomam decisões que levam em consideração primeiramente os interesses do capital e da grande burguesia e somente depois é pensado nos trabalhadores, isso quando se é pensado na classe operária. Com governos de extrema direita e capachos do imperialismo, como é o caso do Brasil, a situação é ainda pior, e vemos o completo descontrole e descaso do governo golpista de Jair Bolsonaro. Ao mesmo tempo em que aqui no Brasil vemos uma situação onde não temos perspectivas de quando tudo isso irá terminar, outros países já iniciaram uma verdadeira corrida para o desenvolvimento de uma vacina eficaz, o que representaria uma imunização mais rápida e o controle de uma pandemia que já matou mais de 700 mil pessoas ao redor do mundo.

Nessa corrida contra o relógio para se encontrar uma vacina eficaz, a Rússia anunciou que registrou a primeira vacina para a Covid-19, o que seria o primeiro fio de esperança em todo o mundo de que o problema estaria prestes a ser resolvido, além das outras previsões de que uma vacina já estaria sendo distribuída no início do ano de 2021. Porém, quando analisamos as condições para que toda a população brasileira seja finalmente imunizada, percebemos que o problema está longe de acabar aqui no Brasil, e isso se deve à completa falta de planejamento do governo com questões básicas da vida dos trabalhadores. A falta de controle e planejamento no país com a pandemia vem desde o seu princípio, onde sobraram promessas e faltaram muitas ações efetivas, como por exemplo a entrega de testes suficientes para a testagem em massa, hospitais de campanha – onde os que saíram do papel muitos foram desativados em plena pandemia em curso -, respiradores, leitos, funcionários da saúde suficientes para a demanda, além de coisas básicas como remédios e equipamentos de segurança.

Se os problemas com a pandemia surgem em todas as esferas e atingem severamente os trabalhadores quando ela está em curso, a falta de planejamento e de seriedade para tratar o problema também irá se refletir até mesmo na solução do problema, que seria a imunização em massa através da vacina. Hoje, o Brasil não teria condições de vacinar toda a sua população contra a Covid-19, pois faltariam insumos básicos para isso como seringas e agulhas, e se o governo não fizer nada a respeito não teremos condições de imunizar os trabalhadores nem mesmo se a vacina estiver disponível no tempo previsto, no início de 2021. Para que todos pudessem tomar a vacina o Brasil precisaria de no mínimo 300 milhões de seringas, isso sem contar aquelas que são utilizadas para o calendário regular de vacinação no país, mas hoje o Brasil consegue produzir 50 milhões de seringas em cinco meses, ou seja, se o governo não planejar urgentemente pequenas logísticas para a imunização o Brasil levaria 30 meses para conseguir produzir todas as seringas necessárias para imunizar toda a população contra a Covid-19, isso sem contar as outras vacinas e também o gasto ainda maior que seria com importação de insumos, enquanto mais pessoas continuariam morrendo esperando por condições básicas para conseguirem se proteger.

Enquanto o governo fala que está tudo sob controle e que estamos preparados para a vacinação, a realidade bate a nossa porta e vemos que não conseguimos nem mesmo garantir o mínimo para os trabalhadores, tudo isso porque Bolsonaro e seus cúmplices colocam em prática uma política completamente genocida contra a classe operária, e não há nenhuma política de Estado efetiva para nenhum dos estágios da pandemia, nem mesmo na prevenção, no tratamento e na imunização da população, e isso explica como chegamos tão rápido à terrível marca de mais de 100 mil mortos. Um governo que não consegue nem mesmo entregar uma máscara para a população mais pobre não tem condições nenhuma de entregar também uma vacina. É por esses e tantos outros motivos que o governo golpista precisa ser derrubado, pois somente assim os trabalhadores poderão lutar por todas as condições necessárias para que essa verdadeira catástrofe contra os trabalhadores acabe.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas