Ataques à educação
O governo Bolsonaro desfere mais um violentíssimo ataque à educação no país, decretando corte de R$4,2 bilhões do orçamento para o MEC no ano de 2021
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
(Brasília  - DF, 16/07/2020) Solenidade de Posse do senhor Milton Ribeiro, Ministro de Estado da Educação (videoconferência).
Foto: Isac Nóbrega/PR
Milton Ribeiro em sua posse como Ministro da Educação, em Brasília | Foto: Isac Nóbrega/PR

O Ministério da Educação bolsonarista, gerido pelo pastor evangélico Milton Ribeiro, anunciou um corte no seu orçamento para 2021 de R$4,2 bilhões das chamadas “despesas discricionárias” – descritas como despesas não-obrigatórias. É uma redução de 18,2% em relação ao orçamento aprovado para 2020.

Os reitores das universidades federais do país vêem com muita preocupação o corte, visto que com o orçamento atual muitas instituições não estão conseguindo funcionar em sua plenitude. A preocupação é ainda maior diante do cenário de volta às aulas durante a pandemia.

O percentual será repassado para todas as áreas do ministério. A previsão de corte nas universidades e institutos federais de ensino é de R$1 bilhão.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas