Siga o DCO nas redes sociais

Troca de favores
Bolsonaro vai baixar a conta de luz… das grandes igrejas
Para a ciência brasileira se desenvolver, a juventude estudar e o trabalhador se aposentar não existe dinheiro; para o bolsonarismo nas igrejas evangélicas está sobrando, e a rodo
PP15 SAO PAULO 15/11/2000 ESPORTES SELECAO JOGO DO BRASIL X COLOMBIA NO ESTADIO DO MURUMBI VALIDO PELAS
Troca de favores
Bolsonaro vai baixar a conta de luz… das grandes igrejas
Para a ciência brasileira se desenvolver, a juventude estudar e o trabalhador se aposentar não existe dinheiro; para o bolsonarismo nas igrejas evangélicas está sobrando, e a rodo
Bolsonaro troca favores com a sua “milícia celestial”. Foto: Divulgação.
PP15 SAO PAULO 15/11/2000 ESPORTES SELECAO JOGO DO BRASIL X COLOMBIA NO ESTADIO DO MURUMBI VALIDO PELAS
Bolsonaro troca favores com a sua “milícia celestial”. Foto: Divulgação.

Além da já conhecida imunidade tributária concedida a entidades religiosas, prevista inclusive na constituição, o governo ilegítimo de Jair Bolsonaro pretende conceder subsídios nas contas de luz para templos religiosos de grande porte. Como já sabemos, a medida foi adotada intencionalmente para beneficiar as igrejas evangélicas, que não por coincidência são o setor religioso onde está contida a maior influência da direita, portanto, o maior número de apoiadores deste governo golpista. 

Enquanto a educação, a cultura, o desenvolvimento científico e a previdência social são os principais alvos de cortes e sucateamento de Bolsonaro e seu ministro de estimação Paulo Guedes, as grandes igrejas poderão contar com esta dádiva durante os horários em que habitualmente acontecem os cultos, das 18h às 23h. Não por coincidência, este é o intervalo do dia que as distribuidoras de energia cobram mais caro por ser o pico de utilização, conhecido como “horário de ponta”. 

Esta não é a primeira adulação que Bolsonaro concede aos evangélicos em troca de apoio ao golpe. No ano passado ele chegou a prometer o cargo de presidente do STF a alguém que deveria ser “terrivelmente evangélico”, que “o estado é laico mas nós somos cristãos”, enaltecendo a sua máxima fascista de “o Brasil está acima de tudo e Deus acima de todos”. Vale lembrar que o número de evangélicos cresce vertiginosamente e deve ultrapassar o de católicos em 2040, segundo dados do IBGE. Se a esquerda como um todo não se posicionar diante da situação sobre a base operária dessas igrejas, isso significa que a extrema-direita crescerá imensamente no Brasil junto com o número de fiéis evangélicos.

São cerca de 300 mil igrejas em todo o Brasil, como afirma o líder da bancada evangélica na Câmara. Segundo ele, esse subsídio teria um “impacto mínimo” nas contas do governo. Como a medida beneficia os grandes templos religiosos – em especial os evangélicos, nós já temos uma ideia do tamanho da arrecadação interna que templos colossais da Igreja Universal como o de “Salomão” em São Paulo e o “Templo Maior” em Belo Horizonte possuem. Não podemos esquecer que catedrais católicas de grande relevância também se beneficiam disso, como o Santuário Nacional de Aparecida, em Aparecida do Norte (SP).

Ou seja, falta verba para a cultura e a ciência brasileira se desenvolverem, para a  juventude estudar e para o trabalhador se aposentar, mas não para a formação das “milícias celestes” do bolsonarismo, estas que fazem frente com as polícias militares e suas políticas repressivas e assassinas da população pobre. Quando se trata de perseguir, prender e matar a juventude, o trabalhador que mora nas periferias, o povo negro e a sua cultura – os que de longe mais sofrem com estes ataques golpistas, existe incentivo financeiro à rodo.