Siga o DCO nas redes sociais

Governo dos latifundiários.
Bolsonaro sanciona lei para armar latifundiários
Bolsonaro (PSL) agrada sua base eleitoral (latifundiários) e abre a possibilidade da formação de milícias para combater o movimento de luta pela terra.
15/06/2019 Cerimônia comemorativa ao 218º aniversário de nasc
Governo dos latifundiários.
Bolsonaro sanciona lei para armar latifundiários
Bolsonaro (PSL) agrada sua base eleitoral (latifundiários) e abre a possibilidade da formação de milícias para combater o movimento de luta pela terra.
218º aniversário do patrono da arma patrono da arma de artilharia do Exército. Foto: Alan Santos/PR
15/06/2019 Cerimônia comemorativa ao 218º aniversário de nasc
218º aniversário do patrono da arma patrono da arma de artilharia do Exército. Foto: Alan Santos/PR

Agraciando sua base eleitoral, Bolsonaro sanciona lei para armar latifundiários. Essa lei, naturalmente, dá aos jagunços e grandes proprietários, o dispositivo legal para que se chancele o extermínio dos povos que lutam pela terra. Ao sancionar essa lei, com efeito, possibilita a formação de milícias rurais que trabalhem em sinergia com o aparato repressivo do Estado, hoje gerenciado por fascistas, promovendo a liquidação dos movimentos sociais do campo e das comunidades autóctones.

Antes da aprovação da lei, o dono da fazenda só podia manter uma arma dentro da sede da propriedade, agora, porém, ele poderá andar armado em toda a extensão da propriedade – o que facilita as justificativas mais grotescas para alvejar qualquer um que se aproxime da área circunscrita ao imóvel rural. Para avalizar sua política, Bolsonaro sancionou o texto em um evento fechado no Palácio do Planalto. O presidente golpista voltou a Brasília nesta segunda, após cirurgia e internação em São Paulo para corrigir uma hérnia. De acordo com a determinação médica o capitão boçal só deveria voltar a trabalhar na próxima quinta-feira (19); todavia, por pressão da sua base reacionária, o golpista voltou mais cedo.

O PL 3.715/19, de autoria do senador Marcos Rogério (DEM-RO), por sua vez, impede que os trabalhadores sem terra se armem enquanto permite que os latifundiários montem verdadeiras milícias para perseguir e matar os que se impuserem no seu caminho. No entanto, mesmo permitindo o armamento sob essa forma, deve-se assinalar que ao começar a liberar armas a direita pode estar iniciando um mecanismo do qual ela poderá perder o controle. Essa ação revela que Bolsonaro – fruto de uma fraude – constitui um governo em permanente crise, improvisado, que, portanto, adota determinadas políticas que não são a política do principal setor da burguesia.