Bolsonaro reconhece que Moro está a seu lado: ‘Fizemos um pacto: não vamos para a cadeia. Não vamos cair na Lava-Jato’

bobo

Da redação – O deputado Eduardo Bolsonaro, filho do presidente ilegítimo Jair Bolsonaro, reconheceu explicitamente que o juiz golpista e agente do imperialismo, Sérgio Moro, que acaba se aceitar a pasta de ministro da Justiça, está ao lado dos políticos de extrema-direita, como juiz.

“Fizemos um pacto: não vamos para a cadeia. Não vamos cair na Lava-Jato”, disse Eduardo, segundo o jornal O Globo.

Bolsonaro Filho, na declaração, tentou passar a impressão de que o governo de seu pai não será corrupto e não irá para a cadeia por isso. Na verdade, isso é um reconhecimento do papel de Sérgio Moro, tanto como juiz como quanto novo ministro da Justiça, em um claro conluio para perseguir a esquerda e prender o ex-presidente Lula, ao mesmo tempo em que protege (e agora fica completamente óbvio) e protegerá seu parceiro no governo e todos os golpistas que irão compor o regime de extrema-direita.

O golpe de Estado e a prisão ilegal e política de Lula ficara, agora, absolutamente comprovados. Moro prendeu Lula para que seu candidato (e da burguesia golpista, do imperialismo), Jair Bolsonaro, assumisse a presidência da República.

A esquerda deve fazer uma ampla campanha, organizar um grande movimento com o lema “Fora Bolsonaro e todos os golpistas! Liberdade para Lula e todos os presos políticos!”. Essa é a atual campanha do PCO, levada a cabo desde o segundo turno das eleições, e se mostra agora totalmente acertada, pois provou-se de uma vez por todas que Bolsonaro e Moro estão juntos, são todos golpistas e de extrema-direita, que a eleição de Bolsonaro foi uma fraude e Lula foi preso para que não se elegesse presidente.