Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
bobo
|

Da redação – O deputado Eduardo Bolsonaro, filho do presidente ilegítimo Jair Bolsonaro, reconheceu explicitamente que o juiz golpista e agente do imperialismo, Sérgio Moro, que acaba se aceitar a pasta de ministro da Justiça, está ao lado dos políticos de extrema-direita, como juiz.

“Fizemos um pacto: não vamos para a cadeia. Não vamos cair na Lava-Jato”, disse Eduardo, segundo o jornal O Globo.

Bolsonaro Filho, na declaração, tentou passar a impressão de que o governo de seu pai não será corrupto e não irá para a cadeia por isso. Na verdade, isso é um reconhecimento do papel de Sérgio Moro, tanto como juiz como quanto novo ministro da Justiça, em um claro conluio para perseguir a esquerda e prender o ex-presidente Lula, ao mesmo tempo em que protege (e agora fica completamente óbvio) e protegerá seu parceiro no governo e todos os golpistas que irão compor o regime de extrema-direita.

O golpe de Estado e a prisão ilegal e política de Lula ficara, agora, absolutamente comprovados. Moro prendeu Lula para que seu candidato (e da burguesia golpista, do imperialismo), Jair Bolsonaro, assumisse a presidência da República.

A esquerda deve fazer uma ampla campanha, organizar um grande movimento com o lema “Fora Bolsonaro e todos os golpistas! Liberdade para Lula e todos os presos políticos!”. Essa é a atual campanha do PCO, levada a cabo desde o segundo turno das eleições, e se mostra agora totalmente acertada, pois provou-se de uma vez por todas que Bolsonaro e Moro estão juntos, são todos golpistas e de extrema-direita, que a eleição de Bolsonaro foi uma fraude e Lula foi preso para que não se elegesse presidente.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas