Bolsonaro recebeu ordens da chefia no embargo ao Irã

trumparo

A Petrobras, empresa brasileira de economia mista que foi tomada de assalto pelos golpistas, se recusa a fornecer combustível para dois navios iranianos que se encontram ancorados em frente ao porto de Paranaguá, no estado do Paraná. Segundo a empresa, os navios não foram abastecidos por receio de sofrerem sanções do Governo norte-americano.

Embora de fato os Estados Unidos tenham imposto sanções ao Irã, a decisão da Petrobras em manter os navios desabastecidos é uma decisão política, resultado de uma submissão total do governo brasileiro ao imperialismo norte-americano. O presidente ilegítimo Jair Bolsonaro já demonstrou inúmeras vezes seu interesse em ser um capacho dos norte-americanos: no que depender dele, o Brasil será mais uma colônia teleguiada pela Casa Branca.

Quando perguntado sobre o caso dos navios iranianos, o próprio Bolsonaro respondeu: “vocês já sabem que estamos alinhados com a política deles (dos EUA). Então fazemos o que temos que fazer”. Esse alinhamento, embora tenha se tornado ainda mais explícito com o governo Bolsonaro, já vem acontecendo desde o governo Temer, que nomeou José Serra e Aloysio Nunes como ministros das Relações Exteriores.

Quando levado em consideração o esforço dos governos Temer e Bolsonaro para atender aos interesses do imperialismo, fica ainda mais claro o porquê de a burguesia ter dado o golpe de Estado de 2016. O governo Lula, por exemplo, foi um dos poucos países no mundo que não se dobrou às sanções dos norte-americanos e defendeu o direito do Irã desenvolver seu programa nuclear.

A sabotagem do governo brasileiro ao Irã é ainda mais abusiva porque a carga retida nos navios é um alimento – milho. O Irã é um dos principais importadores do milho brasileiro, o que mostra que Bolsonaro está disposto até mesmo a sabotar a economia do próprio país para atender aos caprichos de Donald Trump.

As sanções norte-americanas o Irã é mais um ataque de um país imperialista a um país oprimido. Por isso, é preciso denunciar a sabotagem imperialista e os governos golpistas que se alinham a esses ataques. Fora Bolsonaro e todos os golpistas! Abaixo as sanções norte-americanas ao Irã!