Privatização
O Ministro da Economia e transloucado, Paulo Guedes, afirma que é preciso “vender logo a p..ra do BB”
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
reestruturacao-banco-do-brasil-arte-thiago-akioka-300x225
Arte: reprodução |

Em um dos diálogos gravados em vídeo, na reunião ministerial do dia 22 de abril, que é apontado  pelo golpistas Sérgio Moro como prova da interferência do presidente fascista/ilegítimo Bolsonaro na Polícia Federal que hoje se encontra no STF (Supremo Tribunal Federal),  o ministro da Economia e tresloucado, Paulo Guedes, afirma que é preciso “vender logo a p..rra do BB”

Não é nenhuma novidade que esse governo, “eleito” através da maior fraude eleitoral que se tem notícias nesse século, fruto de um golpe articulado pelo imperialismo e a burguesia nacional, tem como objetivo fundamental rapinar o patrimônio do povo brasileiro.

Já desde o começo do golpe de Estado no Brasil que a direita golpista vem dando declarações e agindo no sentido de entregar todas as empresas estatais para os parasitas capitalistas.

No Banco do Brasil, antes mesmo da crise da pandemia do coronavírus, os prepostos do governo golpista na direção do banco, já vinham preparando a sua privatização ao entregar as suas subsidiárias, como foram os casos do Banco Votorantin, BBI (BB Investimentos), além disso o banco vem realizando uma reestruturação na empresa  que já ocasionou o fechamento de mais de 300 agências no país inteiro, com a demissão de milhares de trabalhadores e o descomissionamento de outros milhares.

Mais essa declaração do Chicago Boys, Guedes, não é por acaso. É mais uma evidência que os banqueiros nacionais e internacionais não estão satisfeitos com os trilionários recursos públicos que estão sendo despejados nos seus cofres na crise da pandemia, recursos esse que chegam à ordem de R$ 2 trilhões, mas eles querem muito mais!

A declaração de Guedes é fruto da política de privatização do governo. Estão se utilizando da crise da pandemia para impor uma maior entrega do patrimônio do povo para manter o lucro dos banqueiros e grandes capitalistas. O próprio Bolsonaro deu declaração em um encontro virtual com grandes empresários, nesse último dia 14 de maio onde afirma: “eu sou empregados de vocês”. Não precisa de mais nada para saber de quem o governo está a serviço.

É preciso organizar uma luta dura contra tal política. Além do BB está na mira os golpistas todas as empresas estatais que restaram do famigerado governos de FHC (PSDB), o que levará ao maior agravamento das condições de vida dos trabalhadores com o desemprego em massa, arrocho salarial, etc. Para isso é necessário que o movimento sindical saia da paralisia e que reabra imediatamente os sindicatos e organize a mobilização dos trabalhadores que estão tendo a sua situação agravada com a crise capitalistas.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas