Siga o DCO nas redes sociais

Desmonte da Educação
Bolsonaro provoca demisões em massa na TV Escola
O governo Bolsonaro deve demitir ao menos 70 funcionários da TV Escola nos próximos dias.
jair-bolsonaro-2
Desmonte da Educação
Bolsonaro provoca demisões em massa na TV Escola
O governo Bolsonaro deve demitir ao menos 70 funcionários da TV Escola nos próximos dias.
Presidente ilegítimo Jair Bolsonaro.
jair-bolsonaro-2
Presidente ilegítimo Jair Bolsonaro.

O presidente inimigo da educação, Jair Bolsonaro, através do seu ministro Weintraub, vai demitir 70 funcionários da TV Escola, uma emissora pública idealizada e mantida em parceria com o MEC. Com essas 70 demissões será o fim da TV Escola. A TV se dedica ao ensino e à transmissão de programação em Libras (a linguagem dos surdos).

A TV Escola tem hoje cerca de 360 funcionários, mas isso inclui também a cinemateca e a TV Ines, que tem 10% da programação acessível à população surda. Um absurdo acabar com uma TV essencial para a aprendizagem de milhares de alunos.

As demissões vão representar a destruição da TV Escola, mas é o objetivo da direita que é inimiga da educação e da cultura w quer destruir as estatais e seus canais educativos. A educação e a cultura desde o golpe e, particularmente, neste ano com a posse de Jair Bolsonaro, tem enfrentado diversos cortes de verbas, demissões em massa e fim de incentivos a peças e filmes nacionais. Além disso, o ataque a educação com os cortes no orçamento tem colocado em xeque as Universidades Federais, nos estados o desmonte a Previdência e as demissões em massa em São Paulo e Paraná com os professores contratados.

A Cultura já sempre desvalorizada no Brasil, agora perdeu até a autonomia de Ministério, os golpistas e a extrema-direita são contra a Cultura Popular. Diante deste desmonte devemos lutar pelo Fora Bolsonaro e todos os golpistas e exigir que seja readmitido todos os funcionários da TV Escola.