Siga o DCO nas redes sociais

Repressão
Bolsonaro prorroga por mais um mês uso das Forças Armadas na Amazônia
Os estados que estão sendo atingidos pela GLO são os todos os setes estados da Região Norte, o Mato Grosso e o Maranhão.
amazoniamacron
Repressão
Bolsonaro prorroga por mais um mês uso das Forças Armadas na Amazônia
Os estados que estão sendo atingidos pela GLO são os todos os setes estados da Região Norte, o Mato Grosso e o Maranhão.
Amazônia pegando fogo. Foto: Reuters/Bruno Kelly
amazoniamacron
Amazônia pegando fogo. Foto: Reuters/Bruno Kelly

Da redação – O presidente fascista Jair Bolsonaro prorrogou por mais 30 dias, até o dia 24 de outubro, o uso de Forças Armadas na Amazônia. O envio das FA à região completa um mês no dia 24 de setembro, quando venceria o decreto original.

O uso das Forças Armadas na região serve como forma de repressão da população na região, e Bolsonaro ainda admite a posssibilidade de manter os militares até novembro. O decreto mantém todas as regras da Garantia da Lei e da Ordem (GLO) ambiental. As tropas, então, podem atuar em áreas de fronteiras, em terras indígenas e em unidades federais de conservação ambiental, aumentando a repressão no campo.

Os estados que estão sendo atingidos pela GLO são os todos os setes estados da Região Norte, o Mato Grosso e o Maranhão.

A repressão, enquanto isso, tem um custo totalmente abusivo para os cofres brasileiros. Enquanto cortam os orçamentos para todos os setores, o envio das Forças Armadas à Amazônia custa R$ 1,5 milhão por dia. O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes validou inclusive a utilização de cerca de R$ 2,6 bilhões do fundo da Petrobrás para a operação sendo R$ 630 milhões, “sendo para administração pela União de ações de operações de GLO e outros institutos”, segundo o jornal O Globo.