Siga o DCO nas redes sociais

Cúpula da ONU
Bolsonaro nega realidade e ataca indígenas em discurso na ONU
Bolsonaro, de forma cínica, tenta deturpar a realidade dos indígenas no Brasil, que sofrem constantes ataques dos grandes fazendeiros
jair-bolsonaro-discursa-na-onu-1569336375719_v2_1920x1510
Cúpula da ONU
Bolsonaro nega realidade e ataca indígenas em discurso na ONU
Bolsonaro, de forma cínica, tenta deturpar a realidade dos indígenas no Brasil, que sofrem constantes ataques dos grandes fazendeiros
Bolsonaro discursando na ONU. Foto: Don Emmert / AFP
jair-bolsonaro-discursa-na-onu-1569336375719_v2_1920x1510
Bolsonaro discursando na ONU. Foto: Don Emmert / AFP

Da redação – Em seu discurso na ONU, Bolsonaro não deixou de lado em nenhum momento seu caráter reacionário e fascista, expondo diante do mundo inteiro sua política pró-ditadura militar, completamente de ultradireita e contra os indígenas. Para quem vive no Brasil e assistiu ao discurso, não teve nenhuma surpresa em relação ao discurso, que só deixou mais claro as intenções de Bolsonaro: transformar o Brasil numa colônia de exploração do imperialismo.

O presidente fascista inicia seu discurso reivindicando o golpe militar de 64, que deu início a uma ditadura sangrenta no País e assassinou centenas de pessoas, principalmente militantes de esquerda. Ainda afirmou, de modo cínico, que sua chegada ao poder salvou o Brasil do “socialismo”, algo completamente fora da realidade.

Sobre a questão ambiental, Bolsonaro continuou distorcendo a realidade e falou contra as multas ambientais, ainda afirmou que é a imprensa que faz sensacionalismo sobre a situação da Amazônia, defendendo as ações feitas pelos latifundiários. Ainda segundo Bolsonaro, não haverá novas demarcações de terras indígenas no País e criticou as existentes. O que fica claro é que Bolsonaro quer afundar cada vez mais o Brasil e massacrar os setores mais oprimidos.