Brasil entre os piores
Moeda brasileira está entre as que mais desvalorizaram na crise e desvalorização é usada como forma de pressão do capital financeiro
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Captura de Tela 2020-10-28 às 15.41.28
Comportamento do câmbio em 28/10/2020 | Foto: Reprodução

A elevação da cotação do dólar frente ao Real fez o Banco Central vender US$ 1,042 bilhão, ontem, para frear a desvalorização da moeda brasileira. O dólar chegou a R$ 5,79, a maior cotação desde 18 de maio. (G1, 28/10/20)

Segundo analistas de bancos estrangeiros o dólar caminha para superar a barreira dos R$ 6,00. Isto por vários motivos. O aparecimento de uma segunda onda do coronavírus na Europa aponta para uma recuperação econômica mais longa, ampliando a crise. A manutenção de uma taxa de juros baixa no Brasil, com a Selic em 2%, torna pouco atrativo para o capital especulativo pegar emprestado dinheiro a juros muito mais baixos em outros países e aplicar no Brasil, como sempre fazia. Agora, além de diferenciais de taxas de juros menores, a instabilidade política espanta os especuladores, que acabam por tirar dinheiro do Brasil.

Esta é uma forma de pressão usualmente utilizada pelo capital financeiro para exigir que o governo brasileiro mantenha a política de geração de superávits para garantir o pagamento de juros das dívidas. O capital financeiro internacional não aceita que o governo brasileiro adote políticas de transferência de renda ou auxílio às populações mais duramente atingidas pela crise.

Um exemplo de como o capital financeiro pressiona é o que divulga o Banco Santander. A economista-chefe do banco espanhol, Ana Paulo Vescovi, disse que o banco trabalha com o cenário do dólar ultrapassando R$ 6,70 em breve. Isso inclui uma elevação substancial na taxa Selic e a inflação acima da meta, em 6%. É bom lembrar que ela foi secretária do Tesouro Nacional e secretária-executiva do Ministério da Economia no Governo Michel Temer, fala o que os banqueiros querem que o governo ouça.

O que justificaria esse cenário de explosão da crise brasileira seria, segundo ela, a possibilidade do governo romper com o Teto de Gastos e se encantar com políticas sociais. O que propõe é a manutenção do “garrote” nos gastos e as demais políticas neoliberais de entrega do país e de fim dos direitos dos trabalhadores.

Além disso, esse tipo de flutuação da moeda, sem relação direta com o comportamento da economia real (exportações, níveis de produção etc.) mostra a desconfiança dos capitalistas na capacidade do governo em continuar promovendo as privatizações e o desmonte dos direitos dos trabalhadores, como prometido. Isso ficou mais claro para os capitalistas depois de o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Mais (DEM-RJ) em uma postura ainda mais à direita que o governo golpista do Bolsonaro, acusar o governo federal de obstruir o avanço das “reformas” .

O investimento estrangeiro direto caiu pela metade no primeiro semestre de 2020 chegando a U$ 18 bilhões, com um recuo de 48% em relação a igual período de 2019, segundo a Conferência das Nações Unidas sobre o Comércio e Desenvolvimento (Unctad). Esse investimento tem um caráter mais de longo prazo e difere do que é aplicado no mercado de capitais. Essa queda foi maior que a média da região (-25%), Chile e México tiveram resultados positivos, 67% e 5% respectivamente.

A posição da economista-chefe do Banco Santander na defesa da política neoliberal de solapamento da economia brasileira reflete nos resultados conseguidos por este e outros bancos durante a crise do coronavírus. Nos nove primeiro meses do ano o Santander teve um lucro de R$ 9,891 bilhões, segundo balanço divulgado na terça-feira (27). Esse resultado deve ser maior, como afirma o secretário da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Mario Raia, pois o banco se utiliza de manobras contábeis para maquilar um resultado menor aumentando artificialmente a Provisão de Devedores Duvidosos (PDD). Cabe observar que o banco é um dos que mais demitiu. Fechou 4.335 postos de trabalho nos últimos 12 meses.

Essa queda nos “investimentos estrangeiros” representa também uma velocidade menor nas privatizações e também retrata o processo de desindustrialização vivido pelo país. Depois do golpe de 2016 houve um crescimento do investimento direto na forma de dólares para a compra de empresas brasileiras, algumas delas fechadas ou depenadas depois, como o caso das refinarias de petróleo e da Embraer.

No caso da Petrobras, é importante observar como os governos golpistas estão destruindo um dos mais importantes patrimônios brasileiros. Além da escandalosa venda de três plataformas da Bacia de Campos por 0,1% do valor efetivo delas em agosto.

Nos últimos anos, a Petrobras já vinha demonstrando um interesse menor em participar da indústria de refino. A companhia pretende se desfazer de cerca de 50% de sua capacidade de refino, vendendo unidades no Sul, Norte e Nordeste. A companhia tem alterado, desde 2016, o perfil de produção das suas refinarias. Nesse contexto, chama a atenção o atual processo de paralisação de unidades de produção de lubrificantes da Refinaria de Duque de Caxias (Reduc), bem como a interrupção da produção deste derivado na Refinaria Landuplho Alves-Mataripe (Rlam)”. (FUP, 15/9/20)

Do lado dos trabalhadores, a divulgação dos dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), na segunda-feira (26) mostrou que em 2019 houve um pequeno crescimento no número de empregos, mas, em razão da reforma trabalhista e da eliminação de direitos, cresceu 154% o número de empregos intermitentes e 138% os empregos em tempo parcial. O que os dados da Rais também mostraram a queda na remuneração média dos trabalhadores. São dados sobre 2019, sabemos que os de 2020 virão com um retrato drástico sobre a vida dos trabalhadores.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas