Bolsonaro e Salles permitem desmatamento desenfreado: 95% do desmatamento foram ilegais em 2019

bolsalles

A política ambiental de Salles e Bolsonaro é de entrega para latifundiários e mineradores. Essa política se concretiza através da perseguição aos órgãos ambientais de controle do desmatamento e incentivo aos latifundiários.

De acordo com o novo sistema de monitoramento de desmatamento “mapa Biomas alerta “ uma epidemia de desmatamento está afetando todos os Biomas, Estados e 22% dos municípios. Cerca de 95% dos alertas já processados e pelo novo sistema incidiram sobre áreas não autorizadas.

Um exemplo disso ocorre na Amazônia na qual, encorajados pela decisão do governo Bolsonaro de afrouxar as medidas de proteção ambiental brasileiro, o desflorestamento atingiu a maior velocidade em uma década. De acordo com o INPE (Instituto Nacional de pesquisas espaciais) o deter (sistema de satélites que monitoram o desmatamento no país) detectou o desmatamento de 739 km² em maio na Amazônia.

Somente uma forte mobilização pelo fim do governo Bolsonaro pode pôr fim ao desmatamento e ataques dos latifundiários e mineradoras contra o meio ambiente, as populações nativas e Sem Terras.