Golpe na população
O presidente ilegítimo afirma que não dá mais pra pagar o auxílio há cerca de 80 milhões de brasileiros sem renda, mas não explica porque há dinheiro para os capitalistas.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Bolsonaro - auxílio
Bolsonaro segue entregando o orçamento e o patrimônio à burguesia "na bandeija" | Foto por: reprodução/AB

O presidente ilegítimo Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta (05), novamente que não vai manter o auxílio emergencial de 600 reais. Segundo ele “não dá para continuar muito porque, por mês, custa 50 bilhões… vão arrebentar com a economia do Brasil” se referindo aos governadores e parlamentares que pedem a postergação do auxílio até o final do ano.

O que Bolsonaro não esclarece é, como 50 bilhões por mês, que poderia chegar ao montante de 450 bilhões, se pago até dezembro, quebraria a economia do país, se todo esse recurso é usado pelos trabalhadores para pagar contas, comprar itens de primeira necessidade etc, o que tem o efeito exatamente de movimentar a economia real. Além disso, o mais aberrante é, como 50 bilhões para cerca de 80 milhões de brasileiros vai quebrar o país, quando 1,2 trilhões de reais distribuído a banqueiros parasitas em março, não quebrou?

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas