Bolsonaro demitiu 6.935 trabalhadores dos Correios no último PDV
carta 1
Bolsonaro demitiu 6.935 trabalhadores dos Correios no último PDV
carta 1

O governo golpista e fraudador de Jair Bolsonaro, que aplica a política de privatizar tudo no Brasil, conseguiu demitir 6.935 trabalhadores dos Correios no último PDV (Pedido de Demissão Voluntária).

A ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) possuía cerca de 105 mil trabalhadores antes desse último PDV, mas com esse resultado, hoje os Correios, funciona com apenas 99 mil funcionários diretos para atender um país com mais de 200 milhões de habitantes.

Em 2015 a ECT possuía cerca de 120 mil trabalhadores, com o golpe de Estado que aconteceu em 2016, que derrubou o governo do PT de Dilma Rousseff, a direção golpista da ECT reduziu seu quadro de funcionários em mais de 25% em 3 anos. Segundo os golpistas a meta é chegar a 80 mil funcionários diretos até 2020.

Além do PDV, que é uma forma mascarada que os golpistas possuem de demitir trabalhadores das estatais com a aparência de que é o trabalhador que quer sair, a direção golpista da ECT também vem demitindo por motivos fúteis, criando processos administrativos forjados para esse fim.

A política dos golpistas é enxugar os gastos com recursos humanos para entregar para os capitalistas uma empresa ainda mais lucrativa do que já é, à custa da subsistência do trabalhador dos Correios.

Por esse motivo e mais todos os ataques dos golpistas aos direitos dos trabalhadores dos Correios, é que a categoria ecetista deve se levantar contra o ilegítimo governo de Jair Bolsonaro, através da mobilização pelo Fora Bolsonaro e todos os golpistas, em defesa da ECT pública e de qualidade, reivindicação que não pode estar desassociada da luta pela Liberdade de Lula, preso político nesse país, e exigir novas eleições, com o direito de Lula ser candidato.