Bolsonaro declara guerra aos sindicatos, por Natália Pimenta