Fora Bolsonaro!
Presidente fascista comemora a ausência de perguntas sobre a ditadura militar brasileira no Enem, dizendo que não houve ditadura.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
IMAGEM_NOTICIA_3
Bolsonaro em sua transmissão ao vivo. Reprodução: facebook. |

O presidente fascista e ilegítimo Jair Bolsonaro, em sua transmissão semanal no Facebook, comemorou a realização do Enem sem nenhuma questão sobre a ditadura militar, que ele disse não existir. Em uma de suas falas, o fascista se perguntou que ditadura era essa que dava direito de ir e vir, direito ao voto e em que havia liberdade de expressão, o que todos sabemos que é uma mentira descarada.

É importante salientar que Bolsonaro sempre foi um defensor ferrenho da ditadura militar, e que, apesar de a esquerda pequeno burguesa acreditar que tudo ocorrerá nas mil maravilhas até 2022, quando acontecerá uma eleição em que Bolsonaro irá cair e tudo irá se resolver, a vontade do presidente ilegítimo é de fechar o regime cada vez mais e aprofundar o Brasil em um ditadura militar.

Uma das provas de que Bolsonaro deseja aprofundar ainda mais a repressão à população e cercear seus direitos, foi no momento em que comentou sobre o golpe de Estado na Bolívia. Para o presidente, Evo Morales fraudou as eleições da Bolívia, o que teria sido resolvido pois as eleições foram auditadas pela OEA (Organização dos Estados Americanos), que teria apontado fraudes eleitorais e que o Brasil deve tentar aprovar já para o ano que vem uma lei para que as eleições sejam sempre auditadas.

Na realidade a OEA, o Ministério das Colônias dos EUA, órgão golpista que serve os interesses do imperialismo, não apontou fraude alguma, somente disse que apesar de não haver problema algum no resultado, deveriam ser realizadas novas eleições, pois o sistema da Bolívia não era muito confiável, o que por si só já demonstra a incitação a um golpe de Estado, pois, se não haviam provas, porque dizer que deveriam ser realizadas novas eleições?

Bolsonaro chegou a dizer também que o Enem desse ano utilizou um pouco do material de gestões anteriores por não ter tido tempo de mudar tudo para ficar como ele deseja. A fala demonstra que provavelmente houve algum bloqueio em que não foi possível que a equipe de Bolsonaro conseguisse modificar a tempo todo o conteúdo, mas que no próximo ano as coisas mudem.

Por isso é necessário exigir o fim do governo fascista de Bolsonaro já. Os fascistas não estão de brincadeira e só estão esperando o momento correto, quando sua crise tiver passado, para fecharem de vez o regime.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas