Bolsonaro começa mandato atacando os trabalhadores: salário mínimo fica abaixo do aprovado no Orçamento

Jair Bolsonaro takes office as Brazil's President

Da redação – Como já vinha prometendo desde a campanha presidencial, e como sempre fez durante quase 30 anos como deputado, o presidente ilegítimo Jair Bolsonaro, em seu primeiro dia de governo, já começou os ataques à classe operária.

Em decreto assinado na noite de ontem (01), o governo de extrema-direita estabeleceu o valor do salário mínimo em R$ 998,00, abaixo do que havia sido fixado pelo Orçamento para 2019 aprovado pelos próprios golpistas, que era de R$ 1.006,00.

E esse valor estabelecido no Orçamento já é extremamente baixo. De acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), o salário mínimo, que (antes do ridículo aumento para 2019) era de R$ 954,00, deveria ser, em novembro (sua última estimativa), segundo as necessidades do trabalhador, de R$ 3.959,98.

Em suas primeiras medidas, Bolsonaro já dá o tom do que será seu governo de extrema-direita: a imposição dos piores ataques aos trabalhadores brasileiros, para salvar e elevar os lucros dos patrões e dos monopólios imperialistas que saqueiam o Brasil. Por isso, a classe operária deve impor uma forte resistência a esse governo, concreta, nas ruas, de maneira organizada e verdadeiramente combativa. É preciso por abaixo o regime golpista!