Eleições municipais
Em decreto, o presidente Jair Bolsonaro autoriza a atuação das Forças Armadas nas eleições municipais deste ano. O GSI e o TSE vão atuar de forma conjunta.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Rio de Janeiro - Operação feita pelas polícias Civil e Militar, com o apoio das Forças Armadas, da Força Nacional de Segurança e da Polícia Federal, no Morro dos Macacos, em Vila Isabel, zona norte do Rio. (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Militares vão atuar no processo eleitoral autorizados por Jair Bolsonaro. | Tânia Rêgo/EBC.

Nesta segunda-feira (19), foi publicado no Diário Oficial da União o decreto do presidente Jair Bolsonaro (ex-PSL, sem partido) que autoriza a atuação das Forças Armadas nas eleições municipais deste ano.

De acordo com o decreto, o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ambos controlados pela extrema-direita bolsonarista, vão atuar de forma conjunta no pleito. A justificativa do ato é a garantia da segurança do processo eleitoral, possibilitar o livre exercício do voto e a apuração adequada. Os locais de atuação das Forças Armadas ainda não foram definidos.

O ato do presidente permite o envolvimento dos militares no processo eleitoral, o que caracteriza um perigo para o processo eleitoral em si. As Forças Armadas, que ocupam mais de 6 mil postos civis em diversos escalões do governo, vão garantir a apuração dos votos, ou melhor, garantir a vitória da direita nas urnas.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas