Ataque à economia nacional
Cortes na Embrapa revela política anti nacional de Jair Bolsonaro
Uma das sedes da Embrapa |

Mais uma ofensiva contra o povo brasileiro por parte do governo golpista ilegítimo de Jair Bolsonaro. Bolsonaro muda a direção da Embrapa e ameaça agricultura familiar, atendendo a interesses da bancada ruralista.

A mudança atende meramente ao setor do agronegócio. A direção sempre atendeu a critérios técnicos e agora será indicados pessoas que atende a interesses ruralistas. Vale salientar que a agricultura familiar correrá grandes riscos no seu desenvolvimento, pois era apoiada pela Embrapa.

Bolsonaro está acabando com um dos pilares da economia brasileira, e que deu apoio a sua candidatura, o que demonstra seu capachismo e seu caracter antinacionalista. Em reunião, o presidente ilegítimo diz “a Embrapa vai ser repotencializada sim”, ficando claro que o interesse do governo é tirar os critérios de pesquisa pública para ter dimensão muito mais voltada ao mercado e aos interesses da bancada ruralista.

A intensão do governo é colocar mais um general para assumir o cargo. Os trabalhadores temem pelo futuro, as políticas de pesquisas serão direcionadas para outros campos dos interesses dos ruralistas, deixando de lado a agricultura familiar, a agroecologia, o pequeno produtor, e só atenderão a grandes produtores e exportadores de comodities.

Relacionadas