Crise no governo
Bolsonaro recua frente a pressão de setores da burguesia de forma aparente e distorce fala de diretor da OMS.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
jair-bolsonaro-em-coletiva-de-imprensa-sobre-coronavirus-212442
Fascista entra em crise com setores da burguesia. |

Da redação – Em discurso novamente alvo de protestos por todo país, o presidente fascista Jair Bolsonaro recuou de forma aparente em relação a sua posição do vírus Corona ser apenas uma “gripizinha” como havia anunciado na semanada anterior.

De forma demagoga falou em nome da “vida” ao mesmo tempo que fala sobre “emprego”, tentando atenuar a crise formada entre ele e demais setores da burguesia.

No entanto, durante o próprio discurso Bolsonaro alterou a declaração de Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS, para defender a volta as ruas da população, sendo jogada no olho do furacão da pandemia.

O presto da retomada seria em nome da sagrada economia, ou seja, da defesa dos capitalistas. Bolsonaro que já entrou em crise com os governadores e já criticou até mesmo seus aliados como Sérgio Moro, mantem seus pronunciamentos cada vez mais periódicos durante a crise, com forte demagogia enquanto o país afunda.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas