Vídeo da reunião ministerial
Em reunião ministerial de 22/04, Bolsonaro afirma que vai interferir mesmo e troca até o ministro se for necessário, pra “proteger” sua família das investigações.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Bolsonaro e Rolando PF-1
Posse do atual diretor geral da PF, Rolando Souza. Imagem: reprodução. |

O vídeo liberado pelo ministro Celso de Mello do STF na tarde desta sexta (22) deixa claro a fala do presidente ilegítimo Jair Bolsonaro, sobre a interferência na Polícia Federal. Acusação feita pelo ex-ministro da justiça, Sérgio Moro, em depoimento à PF há alguns dias.

Na reunião Bolsonaro diz:

“Já tentei trocar gente da segurança nossa, no Rio de Janeiro oficialmente, e não consegui…”

Isso acabou, eu não vou esperar foder a minha família toda, de sacanagem, ou amigo meu, porque eu não posso trocar alguém da segurança na ponta da linha, que pertence à estrutura nossa? Vai trocar, se não puder trocar, troca o chefe dele, não pode trocar o chefe, troca o ministro e ponto final. Não estamos aqui pra brincadeira”.

No depoimento Moro afirmou que a fala de Bolsonaro se refere à troca do superintendente da PF no Rio de Janeiro. O que, de fato, acabou acontecendo, trocando não só o superintendente como o diretor geral da polícia por Rolando Souza, sendo o anterior indicado de Moro, Maurício Valeixo.

A troca de comando na PF, visa proteger a família Bolsonaro das investigações tocadas pela organização.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas