Siga o DCO nas redes sociais

Vídeo da reunião ministerial
Bolsonaro afirma: “vou interferir mesmo e ponto final”
Em reunião ministerial de 22/04, Bolsonaro afirma que vai interferir mesmo e troca até o ministro se for necessário, pra “proteger” sua família das investigações.
Bolsonaro e Rolando PF-1
Vídeo da reunião ministerial
Bolsonaro afirma: “vou interferir mesmo e ponto final”
Em reunião ministerial de 22/04, Bolsonaro afirma que vai interferir mesmo e troca até o ministro se for necessário, pra “proteger” sua família das investigações.
Posse do atual diretor geral da PF, Rolando Souza. Imagem: reprodução.
Bolsonaro e Rolando PF-1
Posse do atual diretor geral da PF, Rolando Souza. Imagem: reprodução.
Da redação

O vídeo liberado pelo ministro Celso de Mello do STF na tarde desta sexta (22) deixa claro a fala do presidente ilegítimo Jair Bolsonaro, sobre a interferência na Polícia Federal. Acusação feita pelo ex-ministro da justiça, Sérgio Moro, em depoimento à PF há alguns dias.

Na reunião Bolsonaro diz:

“Já tentei trocar gente da segurança nossa, no Rio de Janeiro oficialmente, e não consegui…”

Isso acabou, eu não vou esperar foder a minha família toda, de sacanagem, ou amigo meu, porque eu não posso trocar alguém da segurança na ponta da linha, que pertence à estrutura nossa? Vai trocar, se não puder trocar, troca o chefe dele, não pode trocar o chefe, troca o ministro e ponto final. Não estamos aqui pra brincadeira”.

No depoimento Moro afirmou que a fala de Bolsonaro se refere à troca do superintendente da PF no Rio de Janeiro. O que, de fato, acabou acontecendo, trocando não só o superintendente como o diretor geral da polícia por Rolando Souza, sendo o anterior indicado de Moro, Maurício Valeixo.

Leia Também  Ibope distorce a opinião pública para justificar censura

A troca de comando na PF, visa proteger a família Bolsonaro das investigações tocadas pela organização.

 



Share via
Copy link