Casal LGBT é espancado na UnB: tem que reagir contra os ataques da extrema-direita

310815MM_unb021

Da redação – Reproduziremos aqui a nota oficial da UnB sobre bolsonaristas que espancaram um casal de mulheres que circulava pela universidade. Isso é um típico comportamento dos apoiadores de Bolsonaro, que estão atiçados pela vitória eleitoral do fascista, agredindo toda a população. Tem reagir às agressões da extrema-direita formando comitês de luta contra o golpe e de autodefesa nas universidades.