Bolsonaristas agridem militantes da esquerda em Chapecó: é preciso criar comitês para reagir

Jornal Luta contra o Golpe - nº84

Da redação – Na noite de domingo (29), dois militantes da esquerda foram agredidos em um bar, no centro de Chapecó (SC).

Eles vestiam camisetas vermelhas e passaram a ser provocados por eleitores do Bolsonaro, com frases do tipo “Lula tá preso, babaca”.

Um dos fascistas pegou um canivete que guardava no carro. Os bolsonaristas deram alguns chutes e socos nos militantes, antes de fugirem, pois a polícia já havia sido acionada por quem estava no bar.

Esta é mais uma das ocorrências que evidencia a necessidade de formação de comitês de luta contra o golpe e de autodefesa.