Bolsonarista indicado para INCRA ameaça sucessor de Dorothy Stang

Anapu-6132

A região do Pará, norte do País, junto com Rondônia, é um dos Estados no Brasil que mais sofrem com o conflito de terras entre latifundiários e trabalhadores rurais.

A quantidade de homicídios provocados pelos jagunços dos latifundiários aos trabalhadores rurais extrapolam os noticiários de pessoas mortas nas grandes capitais do sudeste país, devido confronto com a PM brasileira.

A morte da missionária americana, Dorothy Stang, solidária com a luta do povo pobre do Pará que luta pela terra, realizada pelos assassinos dos latifundiários do Pará, até hoje não teve por parte da polícia a apresentação dos assassinos.

Essa morte recebeu a mais alta notoriedade pública, devido a nacionalisdade (Estados Unidos) da missionária, mas as autoridades brasileiras, em cumplicidade com o latifúndio, não realizou nenhuma prisão ou punição aos mandantes do crime.

Passados 12 anos da morte da missionária Dorothy, o governo golpista de Jair Bolsonaro, que garantiu sua eleição devido a fraude eleitoral de 2018, especula indicar para presidência do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), o madereiro Silvério Fernandez, inimigo dos trabalhadores sem terra, e principal inimigo do sucessor da liderança de Dorothy na região do Pará, o padre   José Amaro Lopes de Souza, conhecido por padre Amaro.

Para impedir a atividade política do padre Amaro, que visa organizar os trabalhadores rurais, os golpistas apoiadores do direitista de Jair Bolsonaro, já usaram a polícia corrupta do Pará para incriminá-lo.

As  instituições criminais do Estado do Pará à serviço do latifúndio acusam o Padre Amaro de associação criminosa,, associação, extorsão, invasão de propriedade e lavagem de dinheiro, além de assédio moral.

O principal inquisidor do padre Amaro, sucessor de Dorothy é o madereiro José Silvério, que é cotado a ser o novo presidente do Incra no governo golpista de Bolsonaro.

Mais do que nunca, fica demonstrado pelas nomeações do direita Jair Bolsonaro, que esse governo golpista será formado pelos inimigos dos trabalhadores, ligado aos patrões e o latifúndio.

É necesssáro ir as ruas, com a palavra de ordem de Fora Bolsonaro e  todos os golpistas! Pela Liberdade de Lula!